Desafie seus padrões constantemente

Quanto mais envelhecemos, mais nosso cérebro vai cimentando padrões sem percebermos. Cabe a nós quebrá-los, para não ficarmos cada vez mais engessados.