Um chamado me chamando

Ultimamente eu venho sendo chamado para fazer algo: stand up comedy. Não chamado por agentes ou casas de show, mas pela minha voz interna.

Faz uns três anos que comecei a consumir essa arte. Comecei vendo especiais do gênio Louis CK e já curtia os que apareciam no Seinfeld,; Depois veio o Netflix e me banhou com dezenas de especiais, dos quais vi quase todos. Junto das risadas (daqueles que eram bons), veio também um gostinho, uma vontade, um pensamento. "E se?"

Não sei se vocês já sentiram algo do tipo, mas o pensamento só ganhou força a cada stand up que eu via. E não parou mais.

Esses dias vi no Instagram de uma amiga a frase "Si emociona pensarlo, imaginate hacerlo" (Valeu Laís!). Bingo. Falou tudo. Me emociono em pensar, então desde que eu mande bem, deve ser irado botar em prática. Era exatamente esse pensamento que vinha na minha cabeça ao ver um stand up bom.

Mas né, não é bem assim. Além de me emocionar pensando, tem que ter um algo a mais aí. Ver o Messi jogar muito às vezes emociona também. Qual então é a diferença entre fazer stand up e ser o novo Messi? Acredito ser disposição a sofrer por isso & acreditar que consigo.

Gostaria de ser jogador de futebol? Claro. Mas nunca estive disposto a embarcar na carreira de jogador. Alta mão. Zero vontade. E além disso tem o fato de eu não ser tão bom assim. Até jogo bem, mas não taaaanto (kkkk).

Logo, jogar futebol não é um chamado. É uma curtição. Mas stand up eu estou disposto a sofrer sim. E acho que eu seria bom. (Às vezes é bom ter uma arroganciazinha pra fazer você ir pra frente.) Logo, nada me impede. Vai que esse é o trabalho da minha vida e eu nunca descobri isso porque nunca dei bola para o chamado?


"Ah Braga e o medo de dar um vexame quando ninguém rir das piadas?" 
Isso eu deixo para o meu eu-do-futuro se preocupar :)


Já tenho até material meio pronto. Além do pensamento de que seria massa, me aparecem piadas na cabeça antes de dormir ou no banho e vai tudo parar em áudios de whatsapp. (Sim, eu tenho uma conversa comigo mesmo onde eu me mando áudios com ideias de piadas.)

Esse será meu novo projeto paralelo. Não quero nem ganhar grana com ele. Só quero fazer e me divertir no processo.

E pra você? Tem algo te chamando? Algo que tu se emociona só de pensar? Tá disposto a sofrer e acha que consegue?

O que tá esperando?

Esse texto foi enviado para todos que seguem a minha newsletter mensal. Quer receber textos assim em primeira mão com mais vários links de refs legais? Então clica aqui.